Quarta, 21 de Fevereiro de 2024

DólarR$ 4,94

EuroR$ 5,34

Santos

24ºC

LEIA A COLUNA

Câmara de Cubatão debate permuta
de imóveis entre Prefeitura e Cesari

Projeto de lei que autoriza essa operação será discutido pela Câmara, na próxima quinta-feira

Sandro Thadeu

13/02/2024 - terça às 00h01

Troca
Após o período de Carnaval, os vereadores de Cubatão estarão reunidos na sessão da próxima quinta-feira, às 16 horas. Um dos itens da pauta é o Projeto de Lei Complementar 2/2024, que busca autorizar a Prefeitura a fazer permuta de uma área do Município, de 58 mil metros quadrados e avaliada em R$ 24,721 milhões, por outra de propriedade da empresa Cesari, de 39,4 mil metros quadrados e estimada em R$ 33,603 milhões. 

Ponto estratégico
O terreno que ficará sob a responsabilidade do poder público local foi projetado para receber um estacionamento de caminhões. Ele tem acessibilidade pela Rodovia Anchieta e pela Avenida Bernardo Geisel Filho. Essa área fica próxima da zona urbana da Cidade, dos acessos à zona industrial, dos acessos diretos ao Porto de Santos e da subida ao Planalto. 

Situação atual
Segundo informações que constam na propositura, de autoria do Executivo, a área que hoje é da Administração Municipal tem acessibilidade pela Rodovia Cônego Domênico Rangoni na confluência com a Estrada Municipal Eng. Plínio Queiroz. Metade do terreno normalmente fica inundado por causa da topografia e da proximidade com o Rio Mogi. Além disso, ele "está em grande parte invadido há décadas e vem sendo utilizado no desenvolvimento de atividades nocivas ao meio ambiente", pois a lavagem e a permanência de caminhões no local têm provocado a contaminação do solo. 

Marco histórico
O presidente do PRD de Santos, Lucas Lima, citou o orgulho de fazer parte parte da primeira executiva da história da legenda na Cidade e deixou claro que o partido - fruto da fusão entre o PTB e o Patriota -, que se apresenta como uma agremiação de centro, está se organizando para oferecer um projeto político sólido para a população. A intenção é lançar um candidato ao Executivo.

Meta ousada
Em relação ao Legislativo, o PRD está trabalhando para formar uma chapa de vereadores competitiva. O objetivo é conseguir fazer de duas a três cadeiras na Câmara. Conforme Lima, não haverá nenhum dos atuais vereadores concorrendo pela sigla.  

Repúdio
O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) emitiu ontem uma nota de repúdio à escola de samba Vai-Vai, que desfilou pelo grupo especial do Carnaval paulistano, no último sábado. A manifestação ocorreu pelo fato de uma das alas da agremiação remeter à figura de um demônio com cassetete e um capacete escrito "Choque", fazendo alusão a policiais militares. 

Heróis do povo
O Sindpesp informou que não compactua com este tipo de manifestação e prestou solidariedade a todos os agentes da segurança pública de todo o País, que “são verdadeiros heróis e merecem homenagens". Para a entidade, a agremiação "desrespeita e trata, de forma vil e covarde, os profissionais abnegados que se dedicam, dia e noite, à proteção da sociedade e ao combate ao crime, muitas vezes, sob condições precárias e adversas, ao custo de suas próprias vidas e famílias". 

Contexto histórico
O samba-enredo da Vai-Vai foi inspirado na música do grupo Racionais MC's chamada "Capítulo 4, Versículo 3" e buscou ressaltar a importância na criação e manutenção do rap e da cultura hip-hop. A escola de samba justificou que não houve a intenção de promover qualquer tipo de ataque ou provocação. "Na década de 1990, a segurança pública de São Paulo era uma questão importante e latente, com índices altíssimos de mortalidade da população preta e periférica. Além disso, é de conhecimento público que os precursores do movimento hip hop eram marginalizados e tratados como vagabundo, sofrendo repressão e sendo presos", explicou. 

Combate à criminalidade
O deputado estadual Paulo Mansur (PL) anunciou que destinará R$ 10 milhões em emendas parlamentares para a área da segurança pública, com a intenção de o governo paulista investir em tecnologia e no armamento no combate ao crime.

Prioridade na Capital
"Esse valor vai ser dividido para diversas regiões do Estado, principalmente São Paulo, que enfrenta um problema na região central. Esse valor vai beneficiar nossa Polícia Militar, inclusive a Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), e também a Polícia Civil", explicou o parlamentar.

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

LEIA A COLUNA

Marcia Rosa é confirmada como pré-candidata à Prefeitura de Cubatão

LEIA A COLUNA

Condesb escolhe hoje novo presidente

LEIA A COLUNA

Santos recebe o maior congresso sobre saúde pública de São Paulo

2
Entre em nosso grupo