Segunda, 20 de Maio de 2024

DólarR$ 5,11

EuroR$ 5,55

Santos

22ºC

Litoral

Santos inicia temporada de mutirões para combater os mosquitos da Aedes aegypti

Em 2021, foram confirmados 7.315 casos de chikungunya e 4.418 casos de dengue

Redação BS9

05/01/2022 - quarta às 09h30

Devidamente uniformizados e identificados com crachá, os agentes orientam a população santista - Susan Hortas/PMS

O bairro Aparecida será o primeiro de Santos a passar por uma grande varredura contra o mosquito Aedes aegypti neste ano. Nesta quarta-feira, dia 5, 87 agentes de combate a endemias percorrerão os imóveis do bairro, a partir das 9h, em esquema de mutirão. O objetivo é eliminar situações que favoreçam a proliferação do inseto transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana. Em 2021, 855 focos com larvas foram eliminados nos mutirões.
 
Devidamente uniformizados e identificados com crachá, os agentes orientam a população a como manter os ambientes livres de criadouros. A programação de mutirões está definida até o final de fevereiro, com foco nos bairros da orla, que concentram número maior de turistas e, em fevereiro, na Zona Noroeste. Em caso de chuva, a ação é reagendada.
 
Em 2021, foram confirmados 7.315 casos de chikungunya e 4.418 casos de dengue em Santos, a maior parte entre os meses de março e abril. No verão, a tendência é de que os casos dessas doenças sejam mais frequentes, pelo aumento da população flutuante na Cidade e pela frequência de sol forte e chuva.
 
O ovo do mosquito pode permanecer ativo por cerca de um ano em ambiente seco. A água e o sol forte favorecem a eclosão. A chuva também pode gerar situações de água acumulada, onde o o mosquito fêmea deposita os ovos. Ela pode gerar até 450 ovos, depositando de 60 a 120 ovos por vez, mas não faz a desova em um só lugar. Ao distribuir os ovos em diversos criadouros, ela garante a dispersão e a preservação da espécie.
 
Programação dos mutirões
05/01 – Aparecida
12/01 – Boqueirão
19/01 – Embaré
25/01 – Pompeia/José Menino
02/02 – Gonzaga
09/02 – Ponta da Praia
16/02 – Castelo
23/02 – Areia Branca
 
Dicas para evitar criadouros do mosquito
- Elimine toda a situação que acumule água
- Coloque tela nos ralos
- Deposite água sanitária ou sal grosso uma vez por semana nos ralos
- Remova folhas e sujeiras que impeçam a água de fluir pelas calhas
- Não deixe a água acumular sobre a laje
- Coloque areia no pratinho da planta
- Caso tenha acumulado água no pratinho, lave com escova e sabão para remover eventuais ovos
- Mantenha a caixa d'água sempre fechada com tampa adequada.

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

COMA BEM

Caminhão do Peixe em Guarujá tem pescados a preços acessíveis

CONTRA INVASÕES

Bertioga interrompe comércio ilegal de lotes em operação com a polícia ambiental

EVENTO

Domingueira da Saudade promete agitar Mongaguá em junho

2
Entre em nosso grupo