Sábado, 02 de Julho de 2022

DólarR$ 5,33

EuroR$ 5,56

Santos

23º max

16º min

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA

Santos lança concorrência para modernizar limpeza urbana e reduzir impactos ambientais

Documentos de habilitação e propostas podem ser entregues até o dia 20 de julho

Redação BS9

02/06/2022 - quinta às 00h30

As melhorias e os investimentos passam pela coleta, transbordo, processamento, manejo, destinação e educação ambiental - (foto: Divulgação/PMS - Arquivo)

A Prefeitura de Santos lançou o edital da concorrência pública para a concessão dos serviços públicos integrados de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.

A Parceria Público-Privada (PPP) prevê diversas melhorias nos serviços de coleta, processamento, destinação, entre outros procedimentos, com impactos positivos para o meio ambiente.

O aviso da licitação foi publicado no Diário Oficial do Município desta quarta, dia 1, e o edital completo ficará disponível no portal da Prefeitura.

Com o novo modelo de contrato, a PPP, estão previstas diversas melhorias e incrementos operacionais, entre eles a duplicação de contentores do lixo domiciliar, construção de uma moderna estação de transbordo, unidades de processamento de resíduos da construção civil e de processamento de resíduos volumosos, recuperação do antigo aterro da Alemoa, instalação de ecopontos e ampliação da coleta seletiva, rastreamento e monitoramento dos caminhões de coleta e sistema de atendimento ao usuário.

“A concessão vai ampliar a limpeza e a zeladoria da nossa cidade, com tecnologia de ponta desde a coleta até a destinação final. Ela também promoverá educação ambiental e a conscientização da população com foco na não geração, redução e reciclagem dos resíduos”, destaca o prefeito Rogério Santos.

Proposta
A proposta foi elaborada pela Prefeitura em conjunto com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), órgão vinculado à USP, que ficou responsável pela modelagem econômico-financeira. O vencedor deverá realizar, ao longo da concessão, investimentos de R$ 633 milhões em obras, equipamentos e serviços operacionais. O critério de julgamento para definir a proposta vencedora será o menor valor da contraprestação pública (40%) com a melhor técnica (60%).

O secretário municipal de Planejamento e Inovação, Fábio Ferraz, destaca que se trata da primeira Parceria Público-Privada (PPP) da história da cidade pelas diretrizes da lei federal nº 11.079/2004. Também é um modelo pioneiro entre os municípios da Baixada Santista, que vai promover maior reintegração ambiental, melhorias na disposição final e o enquadramento à Política Nacional dos Resíduos Sólidos.

Consulta pública
A concorrência foi precedida de audiências públicas realizadas em 15 de outubro de 2021 e 26 de novembro do mesmo ano.

Os munícipes, instituições e empresas também puderam enviar sugestões e questionamentos durante consulta pública com prazo de 30 dias (15 de outubro a 14 de novembro), presencialmente e por meio do Santos Portal. No endereço eletrônico, foram disponibilizadas todas as informações sobre o processo, incluindo as minutas dos editais e do contrato, as mais de 100 manifestações recebidas e suas respectivas respostas.

Compostagem foi mais solicitada
A inclusão da compostagem, o tema mais solicitado durante a consulta (18% das manifestações), foi uma das propostas incorporadas à concessão. Um pátio com esta finalidade, com capacidade diária de 15 toneladas, ficará próximo à futura nova Estação de Transbordo, sendo abastecido com os resíduos das feiras-livres e do Mercado Municipal e o adubo resultado do processo biológico será usado nos jardins da orla e praças da cidade.

Entrega de documentos
Os documentos de habilitação e as propostas técnicas e econômicas podem ser entregues pelas empresas ou consórcios à Comissão Especial e Transitória de Licitações (Rua D. Pedro II, nº 25 - 4º andar – Centro) até as 9h do dia 20 de julho. No mesmo dia, às 9h15, haverá a abertura do envelope 1 (habilitação). A vistoria técnica obrigatória deve ser feita até 19 de julho. 

Confira os serviços incluídos na concessão

Coleta e transporte de resíduos sólidos domiciliares
Varrição manual e mecanizada das vias públicas
Limpeza da faixa de areia e dos jardins da orla
Limpeza, lavagem e desinfecção dos locais das feiras-livres
Limpeza do Mercado Municipal
Limpeza e lavagem de túnel
Serviços de raspagem, capinação e roçagem de vias e logradouros
Remoção de resíduos inertes volumosos
Lavagem de vias, logradouros, calçadas, praças, calçadões e bulevares
Limpeza de encostas e morros, de espelhos d’água e serviços diversos
Operação da estação de transbordo e transporte dos resíduos sólidos urbanos
Disposição final dos resíduos em aterro licenciado
Fornecimento, manutenção e higienização de contentores
Coleta, transporte, tratamento e destinação de resíduos da saúde (lixo séptico)
Coleta e transporte de resíduos dos postos de entregas voluntárias
Operação das Unidades de Triagem de Resíduos Sólidos Recicláveis, de Processamento de Resíduos da Construção Civil e de Processamento de Volumosos
Coleta e transporte de resíduos inservíveis e volumosos e da coleta seletiva
Operação e manutenção dos ecopontos fixos e volantes

Principais investimentos previstos

EDUCAÇÃO E RECUPERAÇÃO AMBIENTAL

Até R$ 1,2 milhão/ano em programas de educação ambiental e conscientização pública sobre os serviços
Criação de um Centro de Educação Ambiental, voltado para exposições e apresentações, principalmente para crianças e jovens
Ações em parceria com as comunidades, entidades e ONGs com foco na não geração, redução, reutilização, reciclagem e tratamento dos resíduos
Recuperação do antigo Aterro da Alemoa, área de 440 mil m² que recebeu resíduos por mais de 30 anos

ATERROS E TRATAMENTO 

Destinação dos resíduos para tratamento ou aterro sanitário licenciado
Nova estação de transbordo construída dentro das normas ambientais e com tratamento de gases e odores e outras melhorias
Implantação de Unidade de Triagem de Resíduos Sólidos, com a inclusão de maquinários
Implantação de Unidade de Processamento de Resíduos da Construção Civil – espaço próprio com mais recursos para reaproveitamento e reúso dos materiais
Implantação de Unidade de Processamento de Resíduos Volumosos, com equipamentos para triturar itens reutilizáveis (vidros, madeiras etc.)

COLETA DOMICILIAR E SELETIVA

Número de contentores de resíduos domiciliares passará de 3.600 para 7.700 (incluindo reserva técnica)
Mais áreas atendidas e melhor acondicionamento dos resíduos
Colocação de 634 bases para manter o posicionamento dos contentores
Ampliação da coleta seletiva (reciclável) de uma para duas vezes por semana em bairros com maiores demandas
Disponibilidade de 6 ecopontos fixos, 2 ecopontos volantes e 400 pontos de entrega voluntária (PEVs) para o recebimento dos resíduos recicláveis
Substituição de caminhões compactadores por carroceria gaiola
Coleta especial de vidros

LIMPEZA

Equipe específica para varrição de praças para maior eficiência e adoção de novas formas de execução do serviço
Implantação de limpeza com catamarã para coleta de resíduos flutuantes em áreas de mangue, rios e canal do Estuário

TECNOLOGIAS E SERVIÇOS

Sistema de Rastreamento e Monitoramento da frota de caminhões de coleta
Implementação de um Centro de Controle Operacional
Sistema de Atendimento ao Usuário para assistência e orientação ao cidadão

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

SANTOS

Encontro aberto ao público dá esclarecimentos sobre anemia

NOVO QUEBRA-MAR

Áreas de patinação, basquete 3x3 e mirante serão entregues dia 13 em Santos

SEMANA DO MEIO AMBIENTE

Abertas as inscrições para curso de cuidadores de árvores de Santos

2
Entre em nosso grupo