Quinta, 07 de Dezembro de 2023

DólarR$ 4,91

EuroR$ 5,26

Santos

27ºC

Enquete BS9

Maioria é a favor de vacinar crianças contra a Covid-19

Médico infectologista ressalta a importância da vacinação

Lucas Campos - Redação BS9

08/01/2022 - sábado às 16h16

Apenas 8% não vão vacinar suas crianças e 4% são contra a vacina - Arte: BS9

A vacinação contra a Covid-19 em crianças com idade entre cinco e 11 anos está prestes a começar no Estado de São Paulo. Na última quarta-feira, dia 5, o governador João Doria (PSDB) anunciou que as doses vão começar a ser aplicadas em três semanas.
 
Cerca de 3,7 milhões de doses deverão chegar divididas em três lotes nos dias 13, 20 e 27. Além disso, o Ministério da Saúde desistiu de exigir prescrição médica, como defendia o governo federal. A pasta orienta, no entanto, que os pais procurem a recomendação prévia de um médico.
 
O plano de vacinação do governo prevê que 250 mil crianças sejam vacinadas por dia no estado com dose única da Pfizer, conseguindo, assim, imunizar todas as 4,3 milhões em três semanas.
 
Diante disso, o Portal BS9 quis saber em sua última enquete: "Sobre a vacina da Covid-19 nas crianças de 5 a 11 anos, você:".
 
O resultado mostrou que a maioria dos internautas são a favor da vacinação, já que 40% responderam que não tem criança, mas são a favor, 32% que vão vacinar sua criança e outros 16% são a favor da prescrição médica para esta vacina.
 
Apenas 8% disseram que não vão vacinar sua criança e outros 4% não tem criança, mas são contra a vacina.
 
"A enquete mostra que as pessoas são favoráveis e que um pequeno número teima em exigir ou querer que se exija prescrição, coisas que nunca foram feitas com vacina de espécie alguma. Isso na nossa visão é algo descabido e desnecessário, uma vez que a Anvisa aprovou e os dados de segurança mostram isso", afirma o médico infectologista Ricardo Hayden, que atua no Hospital Guilherme Álvaro (HGA), em Santos.
 
Ele explica que a eficácia da vacina está mais do que comprovada, já que os estudos foram extremamente bem conduzidos e publicados em revistas de alto impacto. Além disso, há uma grande demonstração em países de primeiro mundo onde a vacinação já começou e os eventos adversos são menores até do que na faixa dos 12 aos 18. 
 
"Ou seja, quanto à segurança, é uma excelente vacina. A soroconversão medida nos estudos mostra que o nível dos anticorpos protetores é bastante alto. Achei uma prova de importância muito grande da Anvisa ao dizer que fizeram tudo que a ciência pediu. Foram feitas revisões, tiraram todas as dúvidas com os fabricantes e o comitê fez uma avaliação tecnicamente corretíssima para o padrão mundial adotado", explica.
 
Segundo Hayden, a Anvisa estudou por muito tempo dentro dos melhores e mais aprofundados protocolos de validação de fármacos do mundo, ou seja, não há nada que impeça de se instaurar a vacinação aqui no País para as crianças dos cinco aos 11 anos.
 
"A Anvisa no Brasil é um grande exemplo de um órgão fiscalizador de alta envergadura técnica e de alta responsabilidade. A gente só tem motivos para se orgulhar do que ela vem fazendo, principalmente nesse cenário da Covid-19".
 
Volta às aulas
Começando no final de janeiro, a vacinação nessa faixa etária vai impactar diretamente na volta às aulas. Hayden afirma que o retorno às escolas vai acontecer com muito mais segurança e um risco muito menor de acontecer o surto que vimos no ano passado.
 
"As crianças, às vezes, são mais assintomáticas e levam o vírus para casa, infectando seus pais, e por vezes até seus avós, levando a situações dramáticas. Mesmo essa nova cepa se mostrando um pouco menos agressiva na média, ela é mais explosiva e atinge um número maior de pessoas, mesmo que em menor proporção de agressividade. Temos que estar preocupados sim e vacinar essas crianças", finaliza.

 

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

SANTOS NA SÉRIE B

Santos vira campo de guerra após rebaixamento histórico do alvinegro praiano

BALANÇO DE 2023

Ano da Saúde em Praia Grande é marcado por investimentos e inaugurações

EMPREGO

Posto de Atendimento ao Trabalhador de Guarujá oferta 187 vagas de emprego

2
Entre em nosso grupo