Sábado, 02 de Julho de 2022

DólarR$ 5,33

EuroR$ 5,56

Santos

23º max

16º min

PESQUISA BADRA-BS9

Milena Bargieri lidera intenção de voto para sucessão de Luiz Maurício em Peruíbe

Ela tem 20,6% das intenções de voto. No entanto, grupo que dá sustentação à atual Administração Municipal tem nomes que somam 29,9%, superando o desempenho da ex-prefeita

Redação BS9 - Exclusivo

09/04/2022 - sábado às 00h43

Faltando 30 meses para a eleição, 1.060 eleitores de Peruíbe disseram quem eles gostariam de ver na Prefeitura neste momento - Divulgação

O sobrenome é bem conhecido pelos moradores-eleitores de Peruíbe e o seu nome também. Ex-prefeita e ex-vereadora, a advogada Milena Bargieri (sem partido) – faltando 30 meses para a eleição municipal – lidera a corrida sucessória ao prefeito Luiz Maurício, do PSDB, que não pode mais ser candidato.

Segundo o levantamento do instituto Badra, ela tem 20,6% das intenções de voto no cenário estimulado e 4,9% no espontâneo. No primeiro, uma lista de nomes, de prováveis candidatos a prefeito em 2024, é apresentada aos entrevistados, estimulando o apontamento. Já no segundo, o pesquisado responde livremente, sem qualquer tipo de estímulo ou ação do entrevistador.

No final de março e início de abril, a equipe de campo da Badra percorreu cinco dos nove municípios que compõem a Baixada Santista. Em comum, o fato de terem chefes do Executivo que não podem mais concorrer à reeleição, casos, além de Peruíbe, de Mongaguá, Cubatão, Guarujá e Bertioga.

“Nos bastidores políticos dessas cidades, a eleição de 2024 vem antes da de 2022, com boa parte dos possíveis postulantes buscando o apoio do prefeito Luiz Maurício e, consequentemente, da máquina administrativa da Prefeitura, que tem potencial para fazer toda a diferença”, afirma Célio Ricardo Silva da Costa, jornalista e coordenador da pesquisa.

Segundo ele, a vitória de Luiz Maurício nas duas últimas eleições faz dele, sobretudo do ponto de vista político-estratégico, um cabo eleitoral de primeira hora. “Tem sim a força da máquina, mas tem, também, a capacidade de mexer com inteligência as peças no tabuleiro. Daí a imensa importância de receber sua benção. Daí ter tanta gente postulando a tal benção”, argumenta.

Em paralelo, a oposição e os que estão distantes da estrutura da Prefeitura transformaram a eleição de 2022, para a Assembleia Legislativa e para a Câmara Federal, numa espécie de moeda de troca, ou seja, ajudar a eleger, agora, deputados estadual e federal, significa conquistar apoios de peso em 2024, na lógica da reciprocidade. “O que acaba ajudando a equilibrar o jogo, a compensar minimamente não ter o apoio da máquina municipal”.

Os números
Mais de sete pontos atrás da ex-prefeita, com 13,2% das intenções de voto na estimulada, aparece na segunda posição o vereador Tamer Júnior, do PSB. Candidato derrotado em 2020, o policial militar Cabo Anderson ocupa a terceira posição, com 12% das citações. É seguido de perto pelo “eterno candidato” e empresário Emer, com 10,5%. Os três, na verdade, aparecem em empate técnico entre si.

A pesquisa estimulada revelou que Tamer Júnior, Cabo Anderson e Emer estão tecnicamente empatados - Arte: Badra

O quinto nome a melhor pontuar é o do vereador e presidente da Câmara de Peruíbe, Rafael Vítor. Ele é o preferido de 5,6% dos entrevistados e lidera o terceiro pelotão na corrida pela Prefeitura. O vice-prefeito André de Paula tem 4,6% das intenções, seguido pelo chefe de gabinete da Prefeitura, Felipe Colaço, e pelo vereador Paulinho da TV, respectivamente com 3,8% e 2,7% das menções.

Esse resultado merece um importante destaque: somados os percentuais, o grupo político que dá sustentação ao atual governo tem um desempenho de 29,9% de intenções de voto, superando o de Milena Bargieri. Em tese, deve sair desse grupo de cinco nomes o candidato que representará o legado de Luiz Maurício.

Na pesquisa espontânea, algumas alterações. Milena Bargieri e Tamer Júnior mantêm a primeira e a segunda posições, ele com 3,2% das intenções. Na sequência: Gilson Bargieri (2,5%); Luiz Maurício (2,4%); Emer (2,1%); Felipe Colaço (2,1%); Cabo Anderson (1,6%); e Rafael Vitor (1,0%). Inúmeros outros nomes foram citados, mas alcançaram patamares abaixo de 1%.

Líder na estimulada e líder na rejeição: é a dura vida de Milena Bargieri. Instados a responder em quem não votariam de jeito nenhum para prefeito, se a eleição fosse hoje, 15,6% apontaram a ex-prefeita como a mais rejeitada. Em seguida aparece o empresário Emer, com 13,8 de rejeição, seguido por Tamer Júnior (7,6%), André de Paula (7,5%) e Cabo Anderson (7,4%).

Milena Bargieri também foi a campeã de rejeição entre os 1.060 moradores-eleitores de Peruíbe entrevistados - Arte: Badra

“Do ponto de vista técnico, possuir a maior rejeição é o mesmo que dizer que há um teto que eleitoralmente se torna instransponível, ainda mais quando a intenção de votar e a rejeição estão em patamares próximos, como é o caso de Milena Bargieri. Mas ainda faltam 30 meses para a eleição e muita água vai rolar por debaixo da ponte”, destaca Célio Ricardo.

Com a palavra
O Portal BS9 ouviu os três mais citados na pesquisa estimulada. Apesar de ser a primeira colocada, Milena garante que ainda não pensou no assunto. Já Tamer e Cabo Anderson consideram a possibilidade, mas procuram ser cautelosos.

MILENA BARGIERI (sem partido)

A senhora pretende ou está disposta a ser candidata a prefeita?
Ainda não pensei a respeito disso, confesso. Entendo ser precoce essa discussão.

O que achou do resultado da pesquisa?
Sou muito grata pela população de Peruíbe, cidade que escolhi para viver com minha família e tanto amo. Agradeço a confiança na minha pessoa e em meu trabalho.

Ex-prefeita de Peruíbe, Milena Bargieri agradeceu à população que fez dela a mais citada na pesquisa - Reprodução/Instagram

Como a senhora vê o desempenho do atual prefeito e o que faria diferente?
Como sou ex-prefeita, não me sinto apta a julgar ninguém. Sei os desafios que um chefe do Executivo enfrenta no dia a dia.

Na sua opinião, do que Peruíbe mais precisa?
De forma muito resumida, sem descartar tantas outras necessidades, eu entendo que a cidade precisa investir ainda mais em geração de empregos, educação, criação de novas creches, saúde, esportes, drenagem, limpeza pública, meio ambiente, turismo e capacitação profissional.

* * *

TAMER JÚNIOR (PSB)

O senhor pretende ou está disposto a ser candidato a prefeito?
Existe a pretensão, mas ainda nada definido.

O que achou do resultado da pesquisa?
Fico feliz em ter meu nome lembrado, mas estou focado no mandato de vereador. Isso significa que o nosso trabalho está sendo reconhecido. Reitero minha gratidão pelo carinho e confiança da população de Peruíbe.

Apesar de feliz por ter sido citado, Tamer Júnior quer seguir focado em seu trabalho como vereador - Reprodução/Facebook

Como o senhor vê o desempenho do atual prefeito e o que faria diferente?
Vejo que ele tem resolvido vários problemas herdados, colocando as contas em dia e conseguindo muitos recursos. Mas cada gestor tem olhares e formas de atuação diferente. Vejo que eu seria um prefeito com um olhar maior para as causas sociais e para a população mais carente, além de atuar no desenvolvimento econômico da nossa cidade, com maiores oportunidades pra todos.

Na sua opinião, do que Peruíbe mais precisa?
A cidade precisa gerar mais emprego para a nossa juventude. Para que essa juventude não vá embora de Peruíbe. Aqui eles vivem, aqui eles têm suas famílias e aqui eles têm que ter o seu sustento também. Temos que abrir um diálogo com o comércio local, fortalecendo os nossos comerciantes. Fortalecendo as leis para que possamos atrair empresas não poluentes para o desenvolvimento sustentável de Peruíbe, com geração de emprego e renda. Temos um tema muito importante, que é acabar com as enchentes. Temos que atuar no desassoreamento do Rio Preto, através de convênio e recursos federais e estaduais. Os bairros merecem mais atenção quanto à qualidade de vida. Um projeto social de pavimentação de todas as ruas que são de terra. Temos que trabalhar para trazer cursos profissionalizantes, capacitar as pessoas carentes, os nossos jovens, para que eles estejam preparados para o mercado de trabalho. Ampliar a educação inclusiva, a educação participativa da população, para que as pessoas possam crescer e viver de forma digna. As pessoas terem dignidade de ter o seu trabalho. E a Prefeitura por si só gerar as oportunidades necessárias para a população.

* * *

CABO ANDERSON (Patriota)

O senhor pretende ou está disposto a ser candidato a prefeito?
Quando me apresentei para concorrer à Prefeitura em 2020, fui motivado pela percepção de que a cidade tinha muitas carências decorrentes das más gestões. Com a recondução do atual prefeito, somente se vê a manutenção das mesmas condições precárias. Como cidadão, sonho com uma cidade melhor e gerida com seriedade, e se a população também assim entender, pretendo estar à disposição e à ordem.

O que achou do resultado da pesquisa?
Creio que a pesquisa é prematura. Entretanto, tem seus méritos, já que, além de mim, traz mais um nome que concorreu nas eleições de 2020. Já quanto aos demais nomes, sequer concorreram. Ainda é cedo, entendo eu, para se analisar um possível cenário para 2024.

Cabo Anderson não crava que será candidato, mas admite a possibilidade "se a população assim entender" - Reprodução/Facebook

Como o senhor vê o desempenho do atual prefeito e o que faria diferente?
Entendo que qualquer gestor público tem como principal objetivo tratar com seriedade as finanças públicas, valorizando os recursos advindos do contribuinte e atento a seus anseios.

Na sua opinião, do que Peruíbe mais precisa?
A atual administração é continuidade da gestão anterior, e os problemas com a má gestão continuam. Nada mudou, a não ser aumentar o número de cargos em comissão, que o próprio perfeito quando era vereador rechaçava. Sendo que, no meu entendimento, o que mais se sobressai é o endividamento da cidade, que cresce assustadoramente.

* * *

A pesquisa
Foram ouvidos 1.060 moradores-eleitores de Peruíbe no último dia 30 de março, em diferentes pontos de fluxo do município. A amostra é composta na mesma proporção de gênero, faixa etária, escolaridade e renda presente no total do eleitorado, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral, de fevereiro de 2022. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%. A Badra Comunicação e seu profissional estatístico estão registrados no Conselho Regional de Estatística da 3ª Região.

 

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

ENQUETE BS9

Mais de 40% irão comprar um presente para o Dia das Mães

PESQUISA BADRA-BS9

Vereador Matheus Rodrigues lidera intenção de voto à sucessão do prefeito Caio Matheus

PESQUISA BADRA-BS9

Há 2,5 anos da eleição municipal, Farid Madi é líder disparado na preferência do eleitor em Guarujá

2
Entre em nosso grupo