Sexta, 19 de Abril de 2024

DólarR$ 5,20

EuroR$ 5,54

Santos

21ºC

LEIA A COLUNA

Santos foi a cidade mais 
atingida pelo golpe militar de 1964

Essa é uma das conclusões citadas no relatório final da Comissão da Verdade do Município de Santos - Prefeito Esmeraldo Tarquínio instalada pela Câmara nos anos de 2013 e de 2014

Sandro Thadeu

01/04/2024 - segunda às 02h30

Cidade mais afetada
O golpe de estado que instituiu o regime militar no governo do Brasil entre 1964 e 1985 completa 60 anos hoje. Santos, que foi berço do sindicalismo e dos direitos trabalhistas do Brasil, "foi a cidade mais atingida e mais torturada pelo golpe militar. Proporcionalmente é a terra com o maior número de anistiados dentro do Estado mais visado pela repressão". Essa constatação está citada no relatório final da Comissão da Verdade do Município - Prefeito Esmeraldo Tarquínio, instalada pela Câmara Municipal, em 2013, e que concluiu os trabalhos no ano seguinte.

Pedido ignorado
O documento aponta que, naquela ocasião, houve um intencional esvaziamento econômico e da intervenção no governo municipal, com a perda da autonomia. Além da perseguição aos trabalhadores, Santos "foi escolhida com a evidente intenção de servir como exemplo da força da repressão, como comprovam a instalação de um campo de concentração na Base Áerea (em Guarujá) e a vida de um navio-prisão para encarcerar os perseguidos: o Raul Soares". Por esses e outros motivos, houve entendimento que a Cidade merece reparação e um pedido formal de desculpas das Forças Armadas e da União, o que não ocorreu até hoje. 

Trabalho contínuo
Diante dos inúmeros pontos a serem levantados, investigados, estudados e debatidos levantados na década passada pela Comissão da Verdade, o Comitê Popular de Santos por Memória, Verdade e Justiça vem exercendo um importante papel nesse sentido. Hoje, às 19 horas, o grupo fará ato público em frente ao imóvel que abrigou durante anos o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), localizado na esquina da Avenida Conselheiro Nébias com a Rua Alexandre Herculano, no Boqueirão. O grupo está apurando se esse imóvel, que se encontra abandonado atualmente, foi utilizado como um núcleo do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS), órgão da repressão que monitorava e torturava importantes nomes ligados à luta sindical e operária na Cidade.

Evento internacional
Outras atividades serão desenvolvidas ao longo deste mês para relembrar os 60 anos do golpe de 1964. No próximo dia 10, será realizado o Seminário Internacional Reparação, Memória e Justiça de Transição - casos da Namíbia, Argentina e Brasil. O evento ocorrerá na Universidade Católica de Santos (UniSantos - Avenida Conselheiro Nébias, 300, Vila Mathias), das 9 horas ao meio-dia e das 19 horas às 22 horas. 

Agenda cheia
No dia 12, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Cubatão (Rua Maria Cristina, 50, Jardim Casqueiro) receberá o Seminário 60 Anos do Golpe, cujas atividades começam às 7h30 e vão até as 22 horas. Assim como ocorreu em outros anos, será realizado no próximo dia 24, às 19 horas, o Sítio de Consciência Raul Soares Nunca Mais, no ponto de embarque das barcas para Vicente de Carvalho, atrás da Alfândega, no Centro de Santos.

Dica valiosa
O vereador de São Vicente Jabá Ferreira (PL) apresentou requerimento direcionado ao secretário de Estado de Direitos da Pessoa com Deficiência, Marcos Costa, para que seja feita uma parceria entre a pasta e a Prefeitura para viabilizar a instalação no Município de uma unidade da Clínica Escola do Autista, semelhante à existente em Santos. 

Grande potencial
"Sabemos que o Governo do Estado se mostra muito interessado em investir em políticas públicas para as pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Por esse motivo, acreditamos na possibilidade de expansão para outras cidades do modelo Clínica Escola do Autista através de parcerias com as prefeituras", justificou.

Missão no exterior
Os deputados estaduais Caio França (PSB), Paulo Mansur (PL) e Tenente Coimbra (PL) assinaram o requerimento que propõe a constituição de uma comissão de representação para representar a Assembleia Legislativa no Fórum Panamericano de Liberdade, que será realizado em Washington D.C. (Estados Unidos) entre os dias 17 e 20 deste mês. Os integrantes da Casa que deverão participar desse evento são Altair Moraes e Gilmaci Santos (ambos do Republicanos). 

Vigília
Formado por entidades e representantes de movimentos sociais da área de Direitos Humanos e Igualdade Racial, o Comitê Cessar-Fogo Baixada Santista fará ato público hoje, a partir das 19 horas, no Marco Padrão de São Vicente (Praça 22 de Janeiro, na Biquinha), para pedir o fim da Operação Verão, devido às denúncias de abusos e execuções sumárias cometidas pela Polícia Militar nas cidades da região. 

Demanda ignorada
A manifestação é um contraponto ao posicionamento do governador Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos) que, no mês passado, disse "não estar nem aí" para a denúncia feita pela Conectas Direitos Humanos e pela Comissão Arns à Organização das Nações Unidas (ONU) em razão da escalada de violência nas operações policiais na Baixada Santista, que resultou na morte de 56 pessoas. 

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

Política

Subsídio dos vereadores de Santos deverá ser fixado em R$ 19.803,83

LEIA A COLUNA

Executiva estadual do PSDB expulsa presidente do partido em Cubatão

LEIA A COLUNA

Vereador de Cubatão e presidente municipal do PSDB são presos em operação do Gaeco

2
Entre em nosso grupo