Segunda, 27 de Maio de 2024

DólarR$ 5,17

EuroR$ 5,61

Santos

20ºC

LEIA A COLUNA

Reabertura do IML de Santos
é adiada para o início de 2024

Serviço está indisponível no Município desde março de 2020. A Secretaria de Estado
da Segurança Pública pretendia inaugurar o novo prédio, no Estuário, em dezembro

Sandro Thadeu

18/12/2023 - segunda às 00h00

Promessa não cumprida
A Secretaria de Estado da Segurança Pública havia projetado reabrir a unidade do Instituto Médico-Legal (IML) de Santos em dezembro deste ano. No entanto, essa previsão não será concretizada. A Superintendência da Polícia Técnico Científica (SPTC) confirmou para a coluna, na noite do último sábado, que a entrega desse equipamento público essencial está programada para "o início do primeiro semestre de 2024". 

Expectativa frustrada
Em setembro, após receber representantes da SPTC no Paço Municipal, o prefeito santista, Rogério Santos (Republicanos), chegou a anunciar que o prédio do IML seria entregue ainda este mês, até a implantação da Operação Verão 2023-2024 - que será iniciada hoje. A Cidade está sem esse serviço desde março de 2020, quando o edifício localizado na Avenida Nossa Senhora de Fátima, no Saboó, foi interditado por causa dos danos estruturais provocados pelas chuvas. O novo endereço desse equipamento será a Rua Bernardo Browne, 122/124, no Estuário.

Falta de RH
Na última sexta-feira, o deputado estadual Delegado Olim (PP) concedeu entrevista para a rádio CBN Santos e, de forma indignada, revelou que o IML não seria inaugurado em dezembro. "Conversei com o superintendente Claudinei Salomão, que me disse que o prédio está pronto. O problema é que não tem médicos legistas", explicou o parlamentar. A coluna questionou a SPTC, que justificou que as obras do edifício estão "em fase final de conclusão, restando apenas últimos ajustes para os equipamentos já instalados". 

Nova previsão
Ainda segundo a SPTC, está em andamento concurso para preencher 305 vagas para médicos legistas e 249 peritos. Olim citou, ainda, que os profissionais deverão ser contratados até fevereiro ou março, para, enfim, viabilizar a reabertura do IML de Santos. Atualmente, os atendimentos estão concentrados na unidade de Praia Grande, que deverá ser fechada para passar por reformas, segundo o parlamentar. 

Dúvida cruel
O ex-vereador santista e ex-secretário municipal de Esportes, Sadao Nakai (sem partido), usou as redes sociais, ontem, para questionar a Prefeitura sobre o fato de as apresentações do cantor Fábio Júnior não terem sido realizadas no Centro de Convenções, na Ponta da Praia. O equipamento público foi concebido para abrigar grandes eventos. Segundo o ex-parlamentar, a Administração Municipal tem garantia de uso do local no contrato de arrendamento. Os shows deste final de semana atraíram milhares de pessoas ao Gonzaga.

Incoerência
“Na praia é mais popular? Certamente, mas qual a coerência do discurso do passado? Da importância de um local para abrigar grandes shows?”, indagou. Ele também pontuou que “tudo tem seu preço”, do uso do recurso público à interferência no trânsito. “Fico com a pulga atrás da orelha para entender tanta incoerência nas atitudes desse governo”, lamentou. 

Repúdio
O Instituto Adesaf divulgou, no último sábado, uma nota de repúdio contra a deputada federal Rosana Valle (PL), que compartilhou um vídeo nas rede sociais com informações inverídicas sobre os resultados do extinto programa “De Braços Abertos”, da Prefeitura de São Paulo, cogerenciado pela instituição entre 2014 e 2018. A organização pede que a verdade seja restabelecida. 

Da água para o vinho
"Quando a deputada visitou a sede da nossa instituição (em agosto de 2020), então socialista, bem antes de enveredar publicamente para o bolsonarismo, ela ganhou o livro 'Cracolândia - Território do Abraço' e o relatório técnico 'Crack e outras drogas. O ineditismo e os resultados da Política de Redução de Danos em São Paulo. A verdade sobre o programa de Braços Abertos'. Infelizmente, e pelo jeito, não os leu ou esqueceu dos dados científicos que tinha em mãos", apontou a entidade.

Elogios de sobra
Com sede em São Vicente, o Instituto Adesaf reproduziu ainda o trecho de um depoimento da deputada, após ela ter participado de uma atividade no local, em agosto de 2020. Essas informações constavam no site dela, ao menos, até as 20 horas de ontem. "Fiquei impressionada com outra ação da Adesaf, que foi a de enfrentar o drama dos viciados em drogas. A entidade já atuou na Cracolândia, em São Paulo. Com base em projetos de sucesso no exterior, a entidade proporcionou abrigo, assistência e empregos, conseguindo reduzir os danos naquela população de rua...". 

Para tudo
O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) determinou a suspensão do pregão eletrônico, instaurado pela Prefeitura de Cubatão, para o registro de preços de equipamentos para playgrounds. O pedido foi acatado pela Administração Municipal. As propostas das empresas interessadas seriam abertas hoje.

Falta de informações
O pedido para paralisar esse processo partiu do advogado Celso Roberto Bertoli Junior. Ele justificou que o edital não traz as informações referentes aos locais onde serão instalados os equipamentos, assim como os respectivos projetos e custos, em especial aqueles com características de grande dimensionamento e fixação ao terreno.

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

LEIA A COLUNA

PLC da Câmara busca incentivar revitalização de centros históricos

EVENTO

Parlamento Jovem de Praia Grande toma posse em cerimônia no Palácio das Artes

LEIA A COLUNA

Governador sanciona amanhã lei das escolas cívico-militares

2
Entre em nosso grupo