Terça, 28 de Maio de 2024

DólarR$ 5,16

EuroR$ 5,60

Santos

24ºC

LEIA A COLUNA

Mourão quer discutir gestão das 
filas de cirurgias eletivas do SUS

O deputado federal do MDB solicita a realização de uma audiência pública para debater medidas para aprimorar a eficiência e transparência do sistema público de saúde do País

Sandro Thadeu

12/04/2024 - sexta às 02h00

Eficiência do SUS em debate
O deputado federal Alberto Mourão (MDB) apresentou, na última terça-feira, o pedido para realizar uma audiência pública para discutir a gestão das filas de cirurgias eletivas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a implementação do Sistema de Demanda, Regulação e Transparência (Sideretra-SUS), cujo objetivo é monitorar a oferta de consultas e exames de alta complexidade, cirurgias eletivas e vagas de internação de emergência.

Pai da ideia
O Sideretra-SUS está previsto no Projeto de Lei 992/2024, de autoria do parlamentar. Apresentada no mês passado, a matéria será analisada pelas comissões de Saúde e de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados. A propositura busca enfrentar as lacunas e melhorar a eficiência no gerenciamento das filas hospitalares, fortalecendo a transparência e a eficiência do SUS. 

União de forças
"A integração entre os diferentes atores que constroem o SUS, incluindo o Parlamento e a sociedade civil, é essencial para promover uma gestão participativa capaz de enfrentar os desafios e encontrar soluções inovadoras", destacou Mourão. 

Time qualificado
Ex-prefeito de Praia Grande, o deputado sugeriu os seguintes nomes para participar da audiência pública: Carlos Amilcar Salgado, diretor do Departamento de Regulação Assistencial e Controle do Ministério da Saúde; Carlos Augusto Grabois Gadelha, professor titular da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca; Eleuses Paiva, secretário de Saúde de São Paulo; Fábio Baccheretti Vitor, presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass); e Hisham Mohamad Hamida, presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde).

Na liderança
O Instituto Paraná Pesquisas divulgou ontem um levantamento sobre a corrida eleitoral em Guarujá. Nos dois cenários estimulados, método no qual os entrevistados têm acesso ao nome dos concorrentes, o ex-prefeito Farid Madi (Pode) lidera com uma vantagem superior a 30 pontos percentuais em relação aos demais adversários. A sondagem foi realizada entre os dias 5 e 10 deste mês com 700 eleitores. 

Diferença considerável
No cenário 1, Farid aparece na dianteira com 44,7%. Na disputa pelo segundo lugar, há um empate técnico entre vários nomes, já que a margem de erro dessa consulta é de 3,8 pontos percentuais para cima ou para baixo. Nesse segundo pelotão, o vereador Raphael Vitiello (PP) surge em vantagem numérica (11,1%), seguido por Cláudio Fernando (Novo - 4,3%), Tenente Nicolaci (PL - 4,1%), Thaís Margarido (União - 3,9%), Coronel Rogério (PRTB - 3,6%), Marcelo Pepe (PSB - 3,4%), Edilson Dias (PT - 2,9%) e Adilson de Jesus (PSDB - 2,1%). Outros 12,9% disseram que votarão nulo ou em branco e 7% não sabem ou não quiseram responder os entrevistadores. 

Panorama semelhante
O panorama é muito semelhante no cenário 2, com Farid Madi atingindo 47,6% das intenções de voto. Em um patamar mais abaixo, aparecem Raphael Vitiello (12,4%), Cláudio Fernando (4,7%), Coronel Rogério (4,6%), Pepe (4%), Edilson Dias (3,1%) e Adilson de Jesus (2,3%). Brancos e nulos somam 14,4% e 6,9% não sabem/não responderam. Essa pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número SP-08778/2024.

Nova política municipal
O prefeito santista Rogério Santos (Republicanos) sancionou, ontem, a Lei 4.465/2024, que institui a Política Municipal de Cuidados Paliativos para garantir a atenção integral de saúde das pessoas com doenças sem possibilidade de cura, assim como a qualidade de vida dos pacientes e de seus familiares, mediante alívio de dor e do sofrimento, estendendo, inclusive, ao luto. 

Respeito ao paciente
De autoria do presidente da Câmara, Cacá Teixeira (PSDB), a matéria tem como diretrizes a capacitação de profissionais para qualificá-los em cuidados paliativos, a multidisciplinaridade profissional, o fortalecimento de políticas públicas, assim como o respeito à dignidade da pessoa e à liberdade na expressão da vontade do paciente de acordo com seus valores, crenças e desejos. 

De olho no Legislativo
Importante liderança comunitária do bairro do Japuí, em São Vicente, e ex-presidente municipal do Podemos Mulher, a cabeleireira Inês do Espírito Santo Barros, mais conhecida como Tia Inês, é uma das apostas do Novo para conquistar uma cadeira no Legislativo nas eleições deste ano. A professora e servidora pública Mara Valéria, em 2004, foi a última mulher eleita para a Câmara vicentina.

Dedicação ao próximo
Após apoiar outros nomes em pleitos anteriores, ela decidiu concorrer à Câmara após ficar indignada com o descaso para com a população da Cidade. Há 35 anos, Tia Inês realiza um trabalho social voluntário junto à comunidade e aos moradores em situação de rua e atuou por oito anos na Pastoral da Criança. Além disso, a pré-candidata ao Parlamento faz parte do Conselho Municipal de Saúde. 

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

LEIA A COLUNA

Raquel Chini não disputará a reeleição e apoiará Mourão

LEIA A COLUNA

PLC da Câmara busca incentivar revitalização de centros históricos

EVENTO

Parlamento Jovem de Praia Grande toma posse em cerimônia no Palácio das Artes

2
Entre em nosso grupo