Domingo, 21 de Abril de 2024

DólarR$ 5,20

EuroR$ 5,54

Santos

20ºC

Na sua Rua

Por que Joaquim Miguel Couto é nome de avenida?

História desse personagem de Cubatão gerou homenagem

Redação BS9

04/02/2022 - sexta às 05h00

Caminho que cortava as terras de Joaquim Miguel passou a ser conhecido pelo seu nome - (foto: divulgação/PMC)

Uma avenida de Cubatão traz o nome de Joaquim Miguel Couto, um importante personagem da história da cidade.
 
Com 14 quadras espalhadas por 1,4 km de extensão, a via começa na Rodovia Piaçaguera-Guarujá, corta a tradicional Avenida 9 de Abril e termina na Rua Belarminio do Amaral.
 
Além de ser a avenida do Fórum de Cubatão, restaurante, pizzaria, igreja, academia, cartório, posto e hotel são apenas alguns dos empreendimentos comerciais que se encontram na via.

Uma avenida de Cubatão traz o nome de Joaquim Miguel Couto, um importante personagem da história da cidade.

Com 14 quadras espalhadas por 1,4 km de extensão, a via começa na Rodovia Piaçaguera-Guarujá, corta a tradicional Avenida 9 de Abril e termina na Rua Belarminio do Amaral.

Além de ser a avenida do Fórum de Cubatão, restaurante, pizzaria, igreja, academia, cartório, posto e hotel são apenas alguns dos empreendimentos comerciais que se encontram na via.

Conhecendo a história

Quando a cidade era apenas uma pequena vila, ainda no século XIX, Joaquim chegou a ser irmão de leite de D. Pedro II. Mas essa é uma história que fica para outra oportunidade.

Mesmo sendo um trabalhador de suas próprias terras, Joaquim era um homem letrado e curioso pelas ciências. Humilde e simples, nunca utilizou suas terras para ganhar riquezas, pelo contrário, sempre procurou ajudar os mais necessitados do povoado e os viajantes famintos.

Aprendeu com sua mãe a curar doenças com medicina homeopática e nunca cobrou nada por isso. Em épocas de epidemias, comprava remédios com seu dinheiro e doava aos doentes e, quando não conseguia tratar todos, pedia a ajuda de Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro, que enviava vacinas e medicamentos.

O Porto de Santos se expandiu e Cubatão virou rota obrigatória. Com isso, começou a distribuir de graça suas terras entre os novos moradores e parentes. Mas mesmo sendo um homem justo, não podia contentar a todos.

Por tudo isso, o caminho que cortava as terras de Joaquim Miguel passou a ser conhecido pelo seu nome, homenageando a história desse homem simples que muito fez pelas pessoas da cidade.
Quando a cidade era apenas uma pequena vila, ainda no século XIX, Joaquim chegou a ser irmão de leite de D. Pedro II. Mas essa é uma história que fica para outra oportunidade.
 
Mesmo sendo um trabalhador de suas próprias terras, Joaquim era um homem letrado e curioso pelas ciências. Humilde e simples, nunca utilizou suas terras para ganhar riquezas, pelo contrário, sempre procurou ajudar os mais necessitados do povoado e os viajantes famintos.
 
Aprendeu com sua mãe a curar doenças com medicina homeopática e nunca cobrou nada por isso. Em épocas de epidemias, comprava remédios com seu dinheiro e doava aos doentes e, quando não conseguia tratar todos, pedia a ajuda de Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro, que enviava vacinas e medicamentos.
 
O Porto de Santos se expandiu e Cubatão virou rota obrigatória. Com isso, começou a distribuir de graça suas terras entre os novos moradores e parentes. Mas mesmo sendo um homem justo, não podia contentar a todos.
 
Por tudo isso, o caminho que cortava as terras de Joaquim Miguel passou a ser conhecido pelo seu nome, homenageando a história desse homem simples que muito fez pelas pessoas da cidade.

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

HISTÓRIA

Quem é Francisco Manoel, que dá nome a rua no Jabaquara, em Santos?

HISTÓRIA

Quem foi Luís Gama, patrono da Abolição da Escravidão do Brasil, que dá nome à rua de Santos?

HISTÓRIA

Quem foi Ruy Barbosa, intelectual que dá nome a praça no centro de Santos?

2
Entre em nosso grupo