Domingo, 22 de Maio de 2022

DólarR$ 4,88

EuroR$ 5,15

São Paulo

23º max

11º min

SERÁ?

Apesar da crença popular, será que gato pode comer peixe?

Veterinária especialista em medicina felina dá dicas sobre o assunto

Por Lucas Campos - Redação BS9

14/05/2022 - sábado às 12h30

Mesmo sem o costume, gatos se sentem atraídos por qualquer alimento novo e com odor forte - (foto: Freepik)

É inevitável pensar em gatos sem associá-los aos peixes. Afinal, desde crianças as pessoas são acostumadas a vê-los em busca do alimento em desenhos e filmes. E para quem se pergunta se os felinos podem ingerir peixe: sim, eles podem. Até porque os gatos se sentem atraídos por qualquer alimento novo e com odor forte.

"Alimentos úmidos e frescos devem ser oferecidos diariamente a fim de prevenir problemas renais e auxiliar na manutenção da pele e articulações. O tutor deve ter cuidado em congelar primeiro o alimento respeitando o tempo adequado como medida profilática e sempre procurar alimentos frescos e bons para serem ofertados", explica a veterinária especialista em medicina felina Kamila Leite Bordignon.

Ela diz que gatos são carnívoros estritos e por terem sido domesticados há pouco tempo se comparados com os caninos, ainda preservam boa parte dos seus hábitos selvagens. Assim, alimentos frescos contém mais água e por isso contribuem para evitar problemas renais precoces, desidratação nos idosos e apresentam uma ótima fonte de proteína.

Os riscos de dar peixe para gatos são em relação a alimentos frescos ofertados sem uma medida profilática de congelamento e que não são de boa qualidade. Além disso, eles não podem comer peixes muito salgados, como bacalhau, sardinha ou outros em conserva, defumados, ceviche ou outros marinados.

“Evitamos peixe com espinhos e gordurosos, sendo os pescados azuis tais como salmão, atum e anchova os mais recomendados. Estes peixes possuem também ômega 3, que auxilia na manutenção da pele, cuidados com o coração e articulações, além de ser ótimo para o Sistema Nervoso Central”, orienta a veterinária.

Mas Kamila afirma que nem todo felino gosta de se alimentar com coisas diferentes. Isto ocorre porque não está familiarizado com o alimento ou quando filhote não foi apresentado a ele. “Mas com muita paciência e cuidados podemos sim ir introduzindo aos poucos novas opções na sua alimentação”.

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

OPORTUNIDADE

Guarujá oferece curso de qualificação profissional de graça para as mulheres

DIVERSÃO GARANTIDA

Saiba como exercitar os cãezinhos sem sair de casa

SANTOS

Cidade ingressa em grupo que busca soluções de saneamento básico

2
Entre em nosso grupo