Domingo, 21 de Abril de 2024

DólarR$ 5,20

EuroR$ 5,54

Santos

24ºC

BS9 - Badra Comunicação

Enquete Badra-BS9: maioria diz que quer gastar mais de R$ 100 com o presente do Dia dos Namorados

Representantes do comércio estão otimistas com aumento nas vendas

Por Adriana Martins - Redação BS9

10/06/2021 - quinta às 09h00

Uma surpresa: 33% disseram que o acordo foi não comprar nada - BS9

É Dia dos Namorados e, apesar da pandemia, o comércio espera que os casais convertam em mimos todo esse amor. Para sinalizar como vão ser as vendas e como anda a disposição dos apaixonados em abrir a carteira, o Portal BS9 quis saber: quanto você pretende gastar com o presente do Dia dos Namorados?

Para sorte de muitos, o resultado da última enquete Badra-BS9 mostra que a maioria dos internautas, 39%, está planejando desembolsar mais de R$ 100. Por outro lado, 33% disseram que o acordo foi não comprar nada – será que vem surpresa por aí?

Outros 17% afirmaram que vão gastar entre R$ 50 e R$ 100 e 11%, até R$ 50. A enquete ficou no ar de segunda-feira, dia 7, até esta quinta, dia 10.

A Associação Comercial de São Vicente (ACSV) espera crescimento superior a 10% nas vendas, comparado ao ano passado. E olha só: a expectativa da instituição é que os consumidores gastem entre R$ 100 e R$ 200 reais – tudo a ver com a pretensão da maior fatia de internautas que participaram da enquete.
 
Os produtos mais visados pelos casais são roupas, acessórios, perfumes, cosméticos e maquiagens, além de calçados e chocolates. E setores como floriculturas e docerias apostam em clientes de última hora com vendas 50% a mais do que as garantidas no Dia das Mães.

A previsão de aumento da ACSV é baseada na redução do isolamento social e na popularidade da data, que nos últimos anos vem ganhando importância no calendário e se tornando a terceira principal comemoração para o comércio local, ficando atrás apenas do Natal e do Dia das Mães.
 
“O setor está bem empenhado em criar ações que aumentem as vendas, o que pode significar um grande avanço para o Município”, afirma o presidente da Associação, Alcides Antoneli. 
 
Mais otimismo
O Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista, Sincomércio-BS, baseado em projeção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), também está otimista e tem previsão de arrecadar 5,7% a mais do que em junho de 2020 – quando, mesmo já em meio à pandemia de Covid-19, os varejistas viram suas receitas subirem 2,8% em relação ao ano anterior.
 
O cálculo foi feito considerando um cenário em que, ao menos a partir da segunda quinzena de junho, o Plano São Paulo estará em uma fase ainda mais flexível para o comércio, com ampliação do horário de funcionamento dos estabelecimentos e das capacidades de ocupação.
 
“No geral, junho é um mês de boas expectativas para o varejo. Além da volta do impacto de uma data comemorativa, ainda temos muitos outros fatores positivos, como a flexibilização do funcionamento dos estabelecimentos, a força da demanda reprimida desses meses de quarentena e a injeção de recursos nos orçamentos”, afirma Omar Abdul Assaf, presidente do Sincomércio-BS, que destaca a importância de se apressar a vacinação para que o comércio tenha mais segurança e tranquilidade para trabalhar.
 
Falando em vacina...
A nova enquete já está no ar. Qual categoria profissional você acredita que deve ter prioridade na vacinação contra a Covid-19? As opções são caminhoneiros, coletores de lixo, trabalhadores do comércio ou nenhuma categoria deve ser priorizada. Participe!

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

QUEM LARGA NA FRENTE?

Instituto Badra é o primeiro do País a registrar no TSE pesquisas eleitorais para 2024

COMPORTAMENTO

Santista tem mais medo de ter o celular roubado do que a carteira

2
Entre em nosso grupo