Quarta, 21 de Fevereiro de 2024

DólarR$ 4,94

EuroR$ 5,34

Santos

24ºC

ECONOMIA

Valor per capita para cálculo do repasse é R$ 5,95

O objetivo é incentivar os municípios a cadastrarem mais usuários

Por Pedro Peduzzi - Da Agência Brasil

10/01/2022 - segunda às 14h02

Em vigor desde janeiro de 2020, o Previne Brasil repassa recursos aos municípios a partir de três critérios - (foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O Ministério da Saúde publicou, no Diário Oficial da União de hoje, dia 10, a portaria que estabelece o valor per capita anual que, com base em critério populacional, será a base de cálculo em 2022 para o incentivo financeiro a ser pago via Programa Previne Brasil.
 
De acordo com a Portaria nº 26, o valor per capita anual será de R$ 5,95, para o cálculo do incentivo financeiro com base em critério populacional – recurso que será transferido a municípios e ao Distrito Federal nas 12 competências financeiras do ano de 2022.
 
Na portaria publicada hoje constam, no anexo, os valores a serem recebidos pelo Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo e Goiás. O total de recursos orçamentários apresentados é de R$ 1.269.239.979,72.
 
Em vigor desde janeiro de 2020, o Previne Brasil repassa recursos aos municípios a partir de três critérios: cadastro de pessoas nos serviços da atenção primária, pagamento por desempenho (indicadores de saúde) e incentivo para ações estratégicas (credenciamentos em programas e ações do Ministério da Saúde).
 
O objetivo do Previne Brasil é incentivar os municípios a cadastrarem mais usuários nos postos de saúde, ampliando o vínculo entre pacientes e equipes de saúde, equilibrar valores financeiros per capita referentes à população cadastrada nas equipes de saúde e incentivar a adesão a programas específicos, como o Saúde na Hora (ampliação do horário de atendimento nos postos de saúde), o Informatiza APS (dados digitais dos pacientes pelo Prontuário Eletrônico) e o Consultório na Rua.

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

JUSTIÇA

TSE multa deputada Zambelli em R$ 30 mil por fake news sobre e-Título

JUSTIÇA

Moraes nega pedido de Bolsonaro para não comparecer a interrogatório

POLÍTICA

Senado aprova fim da "saidinha" de presos

2
Entre em nosso grupo