Domingo, 21 de Julho de 2024

DólarR$ 5,60

EuroR$ 6,01

Santos

17ºC

Covid-19

SP deve ter restrições em eventos com aglomerações

Medidas serão anunciadas nesta quarta; futebol deve ser afetado

Wesley Faraó Klimpel - Folhapress

11/01/2022 - terça às 18h31

A presença de torcida nos jogos de futebol em São Paulo poderá ser proibida novamente - Ivan Storti/Santos FC

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou na terça-feira, dia 11, que o estado deve ter novas restrições em eventos de grandes aglomerações diante do avanço da variante ômicron do coronavírus e da epidemia de influenza.
 
"Vamos ter evidentemente restrições que já foram apresentadas para eventos de aglomerações", disse. "Grandes aglomerações não são recomendáveis, e o comitê científico do estado de São Paulo já expressou essa deliberação."
 
O comitê científico se reúne na tarde desta terça e deve repassar ao tucano as novas diretrizes, que serão anunciadas em entrevista coletiva nesta quarta, dia 12. As restrições devem impactar shows, festas e jogos de futebol.
 
O Consórcio Intermunicipal ABC vai pedir ao comitê científico estadual que limite o público permitido nos jogos da Copa São Paulo de Juniores, atualmente na fase de classificação, e do Campeonato Paulista, cujo início é previsto para o próximo dia 23.
 
Doria afirmou, no entanto, que as novas medidas não afetarão o comércio, serviços, indústria e agronegócio, como noticiou a coluna Painel S.A. "Quero tranquilizar o comércio e o setor de serviços de que não há nenhuma indicação até o presente momento de que restrições poderiam ser implementadas."
 
Desde o ano passado, ao menos 58 cidades do interior paulista, litoral e Grande São Paulo cancelaram o Carnaval de rua. A Prefeitura de São Paulo tomou a mesma decisão na última quinta, dia 6.
 
Houve pressão para o cancelamento por parte do governo estadual. O médico João Gabbardo, coordenador do comitê científico que aconselha Doria, disse que "é impensável manter o Carnaval de rua sem controle de vacinação".
 
Os médicos do comitê têm acompanhado com preocupação o aumento do número de internações por problemas respiratórios no estado.
 
Como medida contra o avanço do coronavírus, o governo paulista prorrogou o uso obrigatório de máscaras em locais abertos no estado até o dia 31 deste mês.

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

USA

Kamala pede união ao Partido Democrata para derrotar Donald Trump

ALERTA

GSI emite alerta com orientações sobre apagão cibernético

TSE

Brasil terá 155 milhões de eleitores nas eleições municipais deste ano

2
Entre em nosso grupo