Terça, 21 de Maio de 2024

DólarR$ 5,10

EuroR$ 5,54

Santos

20ºC

SAÚDE E BEM ESTAR

Oftalmologista dá dicas de quando é a hora para começar a usar óculos

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 50 milhões de brasileiros usam óculos de grau.

da Redação BS9 - Victor Persico

14/05/2024 - terça às 00h01

Freepik

Cerca de 2,2 bilhões de pessoas apresentam algum problema de visão. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), é um alerta para um dos mais complexos e eificentes sistemas do corpo humano: a visão.

Se você chega ao fim do dia a vista está embaçada ou se percebe que as letras do celular estão cada vez menor, é hora de procurar um oftalmologista. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 50 milhões de brasileiros usam óculos de grau.

Segundo o médico oftalmológico Dr. Heitor Neto, "há vários sinais que indicam a necessidade do uso de óculos com lentes corretivas".

"Entre as queixas estão sensação de dor de cabeça, embaçamento da visão no final do dia, dores de cabeça, enjoo, mal estar e dificuldade de profundidade", cita o médico.

Caso o problema apareça no início da vida, quando a criança ainda não consegue explicar, há indicativos que servem de alerta para pais e cuidadores, como esfregar ou coçar os olhos com frequência ou então se aproximar demais dos objetos para conseguir enxergá-los. "Crianças pequenas, de até dois anos, podem desenvolver estrabismo quando o grau é muito alto. Nesse caso, é importante fazer uma avaliação de fundo de olho", aconselha o médico.

O que leva a usar óculos?

Hipermetropia - Dificuldade em ver objetos próximos com clareza. 
"A pessoa vê a imagem muito pequena, assim os óculos aumentam a imagem".

Miopia - Dificuldade em ver objetos à distância com clareza
"A imagem se forma num foco antes da retina, o que faz com que a pessoa tenha dificuldade para longe".

Astigmatismo - Imagem embaçada tanto de longe quanto perto.
"Vários focos são formados no fundo do olho, em vez de apenas um. A correção melhora foco e imagem".

Presbiopia - A famosa "vista cansada", ocorre quando a musculatura do olho perde força e não age de modo correto.
"O músculo não dá conta, perde a sua força. Para quem já apresenta o quadro de miopia a indicação são os óculos multifocais".

A visão durante a vida

É aconselhável realizar exames oftalmológicos regulares, afim de detectar e tratar precocemente qualquer problema ocular.

Na infância, pode-se surgir o estrabismo. Casos de glaucoma e catarata são raros, porém, quando tem, é mais agressivo. "É preciso tomar cuidado com as telas de perto, o que pode prejudicar o olho da criança", informa o médico.

"Se a pessoa não desenvolve a visão durante essa fase, fica o olho preguiçoso, que seria o que não aprendeu a enxergar. A pessoa tem a visão prejudicada, não atingindo a máxima capacidade, o que pode ser vetada de concursos públicos, por exemplo".

A partir dos 40 surge a dificuldade de enxergar de perto, sendo aconselhável os óculos para descanso.

Para as pessoas acima de 60 anos, há a catarata e outras degenerações macular relacionadas à idade. "É indicado a cirurgia facorrefrativa, onde se substitui o cristalino por uma lente com foco de longe, média distância e perto".

Os exames e sua importância

O exame irá determinar a necessidade ou não do óculos. Um exame completo detecta a necessidade de óculos. Fundo de olho, a parte anterior, córnea, dilatação são exames importantes para a avaliação de rotina atual. "Para as crianças, deve-se realizar os exames à cada seis meses", explica.

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

OPORTUNIDADES

FUVEST recebe pedidos de isenção e redução de taxa de inscrição para o vestibular 2025

CHUVAS

Mais de 900 pessoas deixam casas após chuvas em Santa Catarina

DESASTRES NATURAIS

43% dos municípios do país dizem não ter preparo para eventos climáticos extremos, aponta entidade

2
Entre em nosso grupo