Segunda, 20 de Maio de 2024

DólarR$ 5,11

EuroR$ 5,55

Santos

21ºC

Brasil

Ensaios das escolas de sambas não têm data para começar

O Sambódromo, na Marquês de Sapucaí, passa por obras em sua passarela

Por Cristina Indio do Brasil - Agência Brasil

05/01/2022 - quarta às 08h25

O atual cenário epidemiológico vai pesar na decisão para a realização dos ensaios - Tomaz Silva/Agência Brasil

Os ensaios técnicos das escolas de samba do Rio de Janeiro para o carnaval de 2022, previstos para a segunda quinzena deste mês, ainda não têm data para começar. O Sambódromo, na Marquês de Sapucaí, no Centro, passa por obras com investimento público e privado estimados em R$ 45 milhões para melhorar as condições da infraestrutura da Passarela do Samba. A troca do asfalto na pista de desfiles também está no projeto.
 
Segundo a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), sem uma data definida para a conclusão das obras, não foi possível adiantar um calendário dos ensaios técnicos, que têm ingressos grátis e costumam levar torcidas das escolas para as arquibancadas do Sambódromo.
 
“De acordo com a Liesa, as datas dos ensaios técnicos estão sendo definidas em função do recapeamento da pista da avenida e de algumas obras necessárias. Em breve a data será anunciada”, informou, assegurando que seguirá todas as orientações dos órgãos competentes e protocolos vigentes referentes à Covid-19.
 
Além da falta de conclusão das obras no Sambódromo, o atual cenário epidemiológico da capital por causa do avanço da Covid-19 com a variante Ômicron e ainda os casos de Influenza, que começaram a reduzir também vai pesar na decisão para a realização dos ensaios técnicos. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio (SMS), na terça-feira passada (28) eram 63 casos registrados de Covid-19. Dois dias depois já eram 159 casos confirmados. Dados atualizados nessa terça-feira, dia 4, às 11h30, havia uma pessoa aguardando vaga para internação na rede com sintomas da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 24 pessoas internadas.
 
Influenza
Com relação à influenza (H3N2), os números vêm caindo na cidade. “Os casos de gripe nas últimas semanas reduziram consideravelmente. Nesta última semana, a queda no índice de pacientes que buscaram assistência na rede de urgência e emergência foi 75% em relação ao início de dezembro”, informou a pasta. Conforme a SMS, mais de 2,9 milhões de pessoas já foram imunizadas contra a gripe na cidade.
 
A SMS informou que até agora não há previsão para uma reunião entre representantes da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), integrantes da pasta e do Comitê Científico para discutirem a realização dos desfiles no carnaval. Para as escolas do grupo especial as datas previstas são 27 e 28 de fevereiro.
 
Nesta terça-feira, o prefeito Eduardo Paes, o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, e integrantes do Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC) se reúnem com representantes dos blocos de rua do Rio para esclarecer qual é o posicionamento oficial e se haverá condições para a realização desse carnaval popular.

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

ECONOMIA

Prazo de renegociação do Desenrola Brasil acaba nesta segunda

GERAL

Presos no litoral paulista, homens tentaram furtar doações para o RS

EMPREGOS

Localiza&Co; abre 300 vagas para diversos cargos no Centro de Desativação da Companhia em Barueri (S

2
Entre em nosso grupo