Quarta, 21 de Fevereiro de 2024

DólarR$ 4,94

EuroR$ 5,34

Santos

25ºC

Artigo do Dia

Filantropia é desenvolvimento: você sabia?

Marcos Anselmo Ferreira Franco - Governador do Rotary D4420 2010-11

17/11/2021 - quarta às 00h16

Imagine-se em mundo, sem pai ou sem mãe, imagine-se ter nascido com alguma deficiência física ou mental, o mínimo que fosse. Imagine-se ter passado fome, imagine-se não ter tido a oportunidade de frequentar uma escola, imagine-se ter sido obrigado a pedir esmola, imagine-se ter passado frio. Podemos imaginar muitas experiências ruins, mas somente quem as vive, ou viveu essas adversidades, sabe realmente o que significa a exclusão do mundo normal, buscando sobreviver sem ter suas necessidades básicas atendidas.

 

A filantropia é uma palavra grega que significa “amor à humanidade” e, só existe quando alguém com recursos, financeiro, material ou através de ações, os utiliza em favor de outras pessoas. Aquelas, que não tiveram oportunidades de se desenvolverem como seres humanos dignos.

 

Pequenas ações, como ajudar um cego a atravessar a rua, orientar um analfabeto, ser voluntário em um hospital, comprar um convite para um jantar beneficente e até um simples gesto de cortesia, contribui para um mundo melhor e mais humano. Todas as boas ações, por menor e mais singelas que possam ser, são fáceis. As boas ações custam pouco para quem as fazem, porém, significam muito para quem as recebem.

 

O governo é muito lento e incapaz para atender todas as demandas sociais. Existem avanços, porém as necessidades são mais urgentes. As Ongs – organizações não governamentais - estão crescendo cada vez mais. As Ongs mais organizadas desenvolvem muitos projetos de apoio às pessoas mais vulneráveis socialmente. Em geral, elas são dirigidas por voluntários e profissionais especializados.

 

As empresas privadas, representantes da maior parcela da economia, estão conscientizando-se da sua importância e poder social. Elas estão mais ativas e contribuindo mais para o desenvolvimento das pessoas. Afinal, o mundo é global e, os problemas sociais locais afetam a economia de todo o planeta. Tudo está interligado.

 

Como cidadãos, oferecer aos outros a nossa experiência e, valor, é sermos ativos socialmente. Dessa forma, contribuímos para o nosso desenvolvimento como cidadãos. Somos seres sociais e necessitamos uns dos outros para nossa evolução.

 

A filantropia é a prática de doar o que você tem de mais valioso, para quem necessita dele, sem que lhe faça falta. Praticar a filantropia é desenvolver o seu semelhante, tornando melhor as nossas vidas.

 

Bill Gates, um dos homens mais famosos e ricos do mundo, também é um grande filantropo. Ele deixou o comando de suas empresas para se dedicar, integralmente, à filantropia. Além de doar recursos, ele mantém institutos que se dedicam a desenvolver formas de ajudar as pessoas a se desenvolverem. Uma das grandes iniciativas é o investimento no desenvolvimento de vacinas, especialmente a da poliomielite.

 

Antonio Ermírio de Moraes, foi uma referência como industrial brasileiro e, um grande filantropo. Ele doou seu tempo e influência, por mais de 35 anos para administrar um dos maiores hospitais da América Latina, a Beneficência Portuguesa de São Paulo. Em seu livro “Somos todos responsáveis”, abordando filantropia, ele enfatiza: “Isso é gratificante para as pessoas que sentem a necessidade de exercer a sua responsabilidade social ajudando a melhorar a vida dos mais necessitados”.

 

Todos nós possuímos algo valioso, seja um bem material ou não. De que forma podemos doar esses valores para quem necessita?

 

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal BS9

Deixe a sua opinião

Leia Mais

ver todos

JUSTIÇA

TSE multa deputada Zambelli em R$ 30 mil por fake news sobre e-Título

CULTURA

A Disqueria, um dos pontos culturais de Santos, fecha suas portas no próximo dia 29

MÚSICA

Beyoncé se torna primeira mulher negra a liderar as paradas de country nos EUA

2
Entre em nosso grupo